Tipos de Meditação

Neste artigo vou compartilhar com você alguns tipos de meditação.

Budismo Kadampa: meditação pra você que leva uma vida moderna

Conhecidos como meditadores urbanos, o objetivo é passar os conhecimentos de Buda modulados de acordo com a correria do dia-a-dia. Os praticantes melhoram suas convicções na hora de realizar escolhas, transformando pensamentos negativos e positivos, repleto de amor, harmonia e felicidade.

A prática é muito simples e eficiente. Você fica em postura ereta e relaxada, focando em sua respiração para minimizar a corrente de pensamentos. O próximo passo é você imaginar uma pessoa amável e manifestar empatia por ela.

Todo esse processo dura aproximadamente 15 minutos e no final você percebe que o benefício da meditação é compartilhado com as outras pessoas.

tipos de meditação

Meditação transcendental – em direção à fonte dos pensamentos

Com raízes na cultura védica, a meditação transcendental baseia-se em alcançar níveis cada vez mais audaciosos da mente até atingir a fonte dos pensamentos. O instrumento que usará é um mantra pessoal, dado por um instrutor logo após o ritual de iniciação.

Após ser um iniciado você ainda precisa comparecer por 3 dias consecutivos, conhecido como período de verificação, onde vai entender profundamente como a mente trabalha enquanto você medita, pode também tirar dúvidas sobre em que ordem deve praticar as técnicas e compartilhar suas experiências.

Raja ioga – doce felicidade no coração

O método aqui compreende que não somos capazes de iniciar a meditação tentando silenciar a mente, a qual se encontra sempre em movimento, ainda que inconsciente. A primeira coisa que você deve fazer é se desligar de tudo que é externo, barulho, objetos, crises, etc.

Em seguida você deve optar por um pensamento agradável e concentrar somente nele. Assim, o fluxo da mente permanece em movimento, porém, direcionado.

Em breve, você experimenta a maravilha estar preenchido (a) por uma paz interior difícil de descrever em palavras.

Kundalini ioga – energia vital que equilibra

Primeiro fazemos exercícios físicos para aquecer o corpo, conhecidas como Kriyas pra depois fazer um intervalo de relaxamento intenso. Dessa forma, a meditação fica vital e simples de perceber cada membro do seu corpo pulsando.

Para reduzir o fluxo de pensamentos e direcionar o foco para o seu EU Interior, a ideia é recitar vários mantras ou praticar técnicas de respiração, os pranayamas, bem como algumas posições de mãos, conhecidas como mudras.

 Vipassana – foco total aos detalhes

De acordo com Buda, a meditação é constituída de 2 aspectos: samatha, a paz e mente equilibrada e vipassana, capacidade de enxergar a realidade com nitidez.

Segundo alguns profissionais certificados, a meditação é método de prática que nos auxilia na percepção da fluxo da mente de querer reagir a todos os fatores externos. Após muita prática começamos a tornar nossa mente mais tranquila e cristalina.

Uma novidade surpreendente é o fato da respiração não o foco principal da vipassana. Ao invés disso, damos atenção a nossa postura, sensações do corpo e estados mentais.

Espero ter contribuído de alguma forma com o seu aprendizado e aproveito pra pedir que compartilhe este artigos na sua redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a esse conhecimento transformador.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.