A Origem do Baralho Cigano

Originado do tarô de Marselha o baralho cigano é chamado também de Tarô de Lenormand. Este oráculo originou após o povo cigano tomar conhecimento do Tarô de Marselha, o qual os deixou fascinados com as possibilidades apresentadas. Antes desse ocorrido, o povo cigano já era conhecido por realizar a leitura das mãos.

A cigana Anne Marrie Adelaide Lenormand se tornou bastante famosa na Europa ao criar o Baralho Cigano, após algumas mudanças no tarô de Marselha. Alterando as figuras e colocando imagens comuns ao dia a dia e ao modo de vida dos ciganos, a fim de simplificar a interpretação.

Por se tratar de um povo que tem a cultura de andar pelo mundo, logo tornou o baralho bastante conhecido mundo a fora, despertando o interesse de diversas pessoas para a Quiromancia e  consultas ao Baralho Cigano.

A Origem do Baralho Cigano

Um Pouco Mais Sobre Esse Oráculo

  • Sobre a Atlântida

É possível encontrar vários artigos associando as cartas do Baralho Cigano com o ancestral povo da Atlântida, sendo essa  a fonte de toda cultura e conhecimento desse povo. Para evitar o desaparecimento do seu conhecimento, os sábios da Atlântida viajaram até o Egito para disseminar o seu conhecimento, após preverem o desaparecimento de sua raça.

Mediante as disputas por terras entre os impérios, o Egito sentiu a ameaça de invasões e pensando em preservar a cultura de seu povo oriundo da Atlântida, desenharam significados e ensinamentos nas lâminas de aço. Essas figuras mostravam relação entre o homem e espírito.

Como se beneficiar do baralho Cigano

Ele nos indica soluções para nossos problemas e mencionam o caminho mais ideal para encontrar a compreensão sobre nossa realidade. Em fases de conflitos este Oráculo, por meio de suas cartas, joga luz sobre nossas perguntas, apresentando respostas coerentes a nossas dúvidas, podendo no auxiliar em várias áreas de nossas vidas, como: financeira, educação, profissional, familiar, passado e relacionamento.

Quero frisar que ele é diferente do Tarô de Marselha. Essa diferença se dá quanto ao número de cartas, onde temos 36 no baralho cigano e 78 no tarot de Marselha. As figuras presentes nas cartas estão mais relacionados a vida prática, o cotidiano e suas interpretações são mais objetivas.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Este site usa cookies e outras tecnologias similares para lembrar e entender como você usa nosso site, analisar seu uso de nossos produtos e serviços, ajudar com nossos esforços de marketing e fornecer conteúdo de terceiros. Leia mais em Política de Cookies e Privacidade.